dezembro 01, 2007

Os livros estão fluindo na minha vida. A impressão que tenho é que, finalmente, consegui organizar a minha biblioteca. E perdi aquele desespero de ter medo de não ter tempo de ler tudo e acabar não lendo nada. Um pacto foi providencial: 40 páginas por noite. Quase um milagre: a fórmula infalível para relaxar do estresse do dia de trabalho e praticar um hábito mais que agradável. Prazeroso, enriquecedor. Mágico. Só depende do livro. E como é bom. Tive, por duas semanas, a companhia de García Márquez. Ontem, recebi a visita de Altair Martins. Deve ficar até hoje. E depois, encaro o Michel Houellebecq. Meu refúgio nesse mundo está verdadeiramente consolidado.

2 comentários:

Mari Thomé disse...

Lukas, isso é uma ÓTIMA idéia!!
Vou tentar também...

Beijinhos!!

Lu Thomé disse...

É muito bom!

Beijos!