novembro 05, 2007

Às vezes, dói ser gente. Talvez, as beterrabas sejam felizes...

7 comentários:

Marcos disse...

Mas tu deve saber que, as vezes doi mais ser beterraba.

Lu Thomé disse...

É... Tem gente que cozinha. Tem gente que rala a beterraba.... Tem razão, Marcos. Talvez, as pedras sejam felizes... Algumas delas...

ellen disse...

mas só talvez...

anna v. disse...

Beterraba é muito ruim. E eu comendo tanta beterraba, porque tem ferro e tal. Não agüento mais nem ver. Serão felizes as...?!

Lu Thomé disse...

hehehehehehe... Faz bem pra "Mathilde". Não sei se elas realmente são felizes... Talvez sejam. Talvez eu tenha que me inspirar mais em ti, Anna, para encontrar um sentido pra tudo o que existe... Estou acompanhando o blog... Um beijo grande (e cuida com esse calor aí...).

fmm disse...

Lu, não te conheço, nem você a mim, mas isso não importa. O que importa é que pelas minhas leituras (e foi por acaso, pelo blog do samir), você é uma ótima profissional, uma amiga generosa e uma mulher muito bonita.

Sucesso sempre, pisando nos tomates, amassando as batatas que se interpuserem entre vc e seus sonhos e até sendo uma beterraba sim, pq a cor dela está na moda agora.

beijos!

Lu Thomé disse...

Oi fmm. Realmente não importa que não nos conheçamos. Mas continuo a ficar impressionada com a capacidade de aproximar pessoas. Mesmo que não no plano real. E esse teu comentário nos aproximou. Obrigada pelas observações e pelos elogios.
E viva a beterraba! Continuo achando ela maravilhosa!
Beijos!