agosto 03, 2008

- Senhora, há quatro facas em sua bolsa.

Olhei assustada para o operador do raio-x do aeroporto de Congonhas. Logo, me lembrei dos quatro abridores de carta em forma de punhal que o Mano comprou no bairro Liberdade.

- Vai ter que despachar novamente no check-in.

Tentei ser ágil e simpática, frente a uma verdadeira trapalhada minha. Mas o que se seguiu foi pior. Peguei a bolsa com as "facas" e saí da área de embarque. Expliquei a situação à controladora da porta, e ela me deixou passar. O Mano seguiu atrás. Atravessei o corredor e peguei a escada rolante para descer. E, antes de chegar no térreo, me dei conta de que o ombro estava leve demais. Eu havia deixado a minha bolsa no raio-x. A bolsa que TODO mundo diz que é pesada. Mas o motivo disso é que ela possui TUDO:

Carteira, documentos, dinheiro, celular, rádio, livro, maquiagem, filtro solar 60, máquina fotográfica, santinhos, colírio, moleskine e grandes outros detalhes da minha pequena vida.

Saí correndo pelo aeroporto. A tiazinha da porta me deixou passar direto e o tio do raio-x foi dizendo que a bolsa não estava lá. Gelei. Ardi. Esfriei. Sucumbi. Para cima e para baixo em decolagens e aterrissagens lancinantes.

Até que um outro passageiro disse:

- É essa aqui?

E lá estava ela, no final da esteira, empurrada pelas bandejas plásticas e outras bolsas. E daí, depois de dois minutos e cinqüenta metros, eu respirei. E ainda ouvi:

- A-hã. Essa é a moça que tinha as quatro facas na bolsa.

4 comentários:

Nessita! disse...

hehehehe
eu tenho o maior pânico de perder bolsa, com carteira, documentos, cartões, tudo!!! Imagino teu pânico.

mas tb como foi esquecer as "facas"? Sabe que os aeroportos estão cada vez mais chatos, né? todo mundo é terrorista em potencial. tristes tempos os nossos.

bjus!

Dany Darko disse...

Em um aeroporto da Suiça, me deixaram quase pelada. Me fizeram tirar meu casaco, abrir os botoes do meu vestido e levanta-lo (eu estava com uma calça jeans por baixo que tinha um cinto). Tirei o cinto. Também me fizeram tirar as botas e levantar as pernas das calças. Grande momento: passei de vestido aberto, calça caindo, pernas, barriga, sutia e calcinha à mostra e descalça pelo raio-X. Me senti A terrorista sexy!

Mari Thomé disse...

Mas de quem foi a GENIAL idéia de colocar adagas na bagagem de mão?!?!?!
Hehehehe

Lu Thomé disse...

Nessita: depois de embrulhado para presente, eu esqueço de quase tudo! hehehehehe. Mesmo com a pressão do aeroporto!

Dany: HAHAHAHAHAHAHAHA! Só imagino a cena!

Mari: Tá. Foi minha. Foi miiiiiiiiiiiiiiinhaaaaaaaaaaaaaaaaaa! hehehehehehe...

Beijos!