julho 23, 2007

Fim de semana em suspenso. Como se eu tivesse andado sem pisar no chão. Lembro de rir com os meus amigos escritores, tomando Coca Zero e passando rápido as folhas do último Harry Potter em inglês... Li o fim do livro. Não vou contar... De resto, não sei... Isso é estranho. Como estar sentada à mesa, jantando, ouvindo a conversa dos outros e tendo a nítida impressão de que sou a única pessoa que não está realmente sentada à mesa jantando e ouvindo... Dormi pensando que já tinha dormido. Resultado de desmaiar no sofá sem querer e acordar na madrugada alta, com a chuva batendo na janela. Despertei e já era tarde. Passava do meio-dia. Tarde demais para tomar meu remédio (segundo domingo seguido de relapsos nada saudáveis). Café da manhã às 13h. Desespero ao ler alguns e-mails. Tarde em mais suspenso. Senti que a altura aumentava. Mais um pouco e eu bateria a cabeça no teto. Almoço às 16h. Liguei o notebook às 16h50min. "Não vai dar tempo, não vai dar tempo"... Fui digitando e tendo idéias. Racionalizando e digitando. Duas horas e meia depois, costas de tartaruga, alívio na cabeça e 12 páginas de trabalho sobre um banco de dados complicado. A tarde terminou com a boca cheia de pipoca e a cuia na mão. Chimas sempre... Segunda, terça, quarta, quinta, sexta... Segunda semana da minha nova vida. Estranho...

2 comentários:

Lu Geiger disse...

Salvador ou recompensador... eis nosso bendito chima.
Beijão!

Lu Thomé disse...

Bendito combustível da minha vida! Com certeza...

Beijos!