junho 27, 2007

Está comprovado... Para mim, as últimas cenas de Closer foram arrebatadoras quando eu vi o filme no cinema. E continuam a ser. Senti um aperto no peito quando assisti os últimos dez minutos na tevê. Nunca revi o filme inteiro. Falta coragem e sobra cicatriz, eu acho... Em homenagem a isso, medos e experiências, ouvi Damien Rice a tarde toda. E a chuva podia até parecer lágrima, percorrendo o vidro da janela. Mas era de felicidade. Levinha, mas felicidade constante.

9 comentários:

Moni Thomé disse...

Quando que passou na TV?!!! Eu quero ver!!! SDabe se vai passar mais uma vez?!!!

Beijos...

Marcos disse...

Mentira, eu tenho como provar. HAHAHAHAHA. Agora, além de ler, eu vou te desmentir. HAHAHAHAHAHA. Fora isto, postarei com a pontuação certa. Que nojo.

Lu Thomé disse...

Moni: não sei te dizer que canal era. Talvez o Telecine. Talvez HBO. Coisas de uma cortesia da Net que recebemos... Cinema grátis por um mês... Mas se eu descobrir, te aviso.

Marcos: Boa pontuação! Mas não tem como me desmentir, não... Olha só: eu mando MUITO aqui... hehehehehehe... AQUI... Só aqui... heheheheh Tenho como provar isso certo! Desafiou, tem que comprovar!!!! hehehehehe. E isso é difícil...

Beijos!

sergionapp disse...

Nçao seja covarde, Lurdes. Assista completo que tudo melhora. Agora, a música... eu contunua ouvindo até hoje e sempre me emciona.

Lu Thomé disse...

A música é linda, Napp... Mas eu acho que tu tem razão: tenho que enfrentar meus medos cinematográficos. Comprarei lenços de papel e remédios para dor de cabeça e dor de coração... E assistirei...

Beijos
Lu

Lívia disse...

Lu,
acho que Closer é tão tocante por abordar as relações amorosas sem muitas firulas. O filme manteve a crueza do teatro, e me lembra um pouco "Quatro Paredes", do Sartre, de alguma forma. Quando eu vi o filme, achei que estava bem no amor. Mas, quando acabou o amor, aquela tristeza emergiu... que coisa, né? Funciona direitinho, rs.

andreia disse...

nao vi "closer"... por medo, puro medo. mas agora fiquei curiosa... talvez esta seja a hora certa pra ver!!
beijos!!

Lu Geiger disse...

De Lu para Lu: penso que, se a gente não se sente preparada pra enfrentar algum medo, é melhor fazer uma preparação mínima do que dar aquele peitaço que pode resultar numa "m" que deixará uma marca - um medo - ainda maior...
Adorei teus blogs, principalmente a leveza deste aqui...
Um abraço!

Lu Thomé disse...

Lívia: com certeza, foi um dos filme mais diretos que assisti. Soco no estômago literal... E derruba a gente, com certeza.

Déia: acho que é a hora de ver... Não fica com medo... Mas vai preparada... hehehehehe

Lu: Xará! Obrigada pela visita. Adoro quando o blog me proporciona isso: conhecer pessoas legais. Passei pelo teu também! Vou linkar aqui.

Beijos!!