maio 01, 2008

Olhei todas as minhas roupas de lã e disse: não. Ainda não é possível. Mesmo que esteja 8 graus. Mesmo que o rádio anuncie 5 graus. Essa geralmente é uma passagem difícil para mim – o frio que vem e que toma conta. Esse ano veio um pouco antes. Ligeiro, chegou fazendo bagunça e reclamando direitos. Eu, velha adepta da moda cebolas, visto camadas e mais camadas de tecidos. Mas não lã. Ainda não. E nem meu casaco de urso, que me protege das tempestades polares. Melhor mesmo seria isso: hibernar o inverno inteiro, me comunicando com o mundo só pela Internet e dando uma olhada na janela. Até a neve passar. Ah, a vida nos pólos...

5 comentários:

Nessita! disse...

eu estou adorando essa história de o inverno chegar antes. odeio passar calor, pressão baixa, essas coisas. se Porto Alegre nevasse seria perfeita para mim. :)

bjus

Milton Ribeiro disse...

E viva o inverno. Como é que o corpo de voc~es, mulheres, reapareceria se não sumisse durante o inverno.

Sofro muito no verão. Adoro o inverno.

O que posso fazer?

Anônimo disse...

O Gasparotto afirma que devemos nos vestir conforme a estação e não conforme a temperatura. Por isso, até agora, não usei cuecão. Átila.

Lu Thomé disse...

Nessita: ai, não! Neve, não!!! hehehehehe

Milton: não sei o que te dizer. Sofro demais. Viro caramujo, urso polar. Volta, verão!!!

Átila: HAHAHAHAHA!!!! Napp, pelamordedeus. Está frio. Mas não pega o cuecão ainda!!!

Beijos!

Virgínia disse...

Lu, me sinto do mesmo jeito. Estou em total negação e passando frio. Odeio o inverno, não gosto do outono, sofro.